Trecho 6

Uma chuva de tristeza passeia nesse lugar, com saudades dos ventos molhados das brisas refrescantes dos verões revestidos das velhas ondas, já grisalhas dos tropeços indevidos das promessas desfeitas dos encantos passados, no aconchego das marcas rabiscadas das palavras que voaram levando lembranças e voltaram esquecendo alegrias, que se perderam no caminho percorrido dessa lama que essa chuva insistente, rastreia aqueles passos conformados nas miragens trazidas pelos ventos pregados nos sentimentos que não saem do pensamento.

Oh, que chuva demorada essa!

Um coração que não nasceu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s